Postagem em destaque

SEJA UM PADRINHO DO TUDO EM CIMA!

Ajude este humilde blogueiro a continuar seu trabalho! Sempre militei e falei sobre cinema e outros assuntos sem ganhar absolutamente nada ...

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Os imensos buracos negros no roteiro de "Interestelar"

Olha, não costumo ser chato assim, mas tem certas coisas que merecem ser ridicularizadas. 

O filme "Interestelar" vem recebendo bastante atenção e isso é até louvável, afinal trata-se realmente de uma obra feita com coração, um verdadeiro "filme de autor". Pena que neste caso o autor seja um sujeito pretensioso e sem qualquer profundidade.

Mas aí é opinião minha, tudo bem, ninguém é obrigado a concordar (clique aqui para ler minha análise do filme). 

Agora, o que mais incomoda é ver gente defendendo o filme porque ele supostamente leva a sério a ciência envolvida nas viagens espaciais e as várias teorias que a Física desenvolveu sobre o assunto. O diretor até se gaba de ter como consultor para assuntos científicos o renomado professor Kip Thorne.

Mas, a verdade é que o filme tem sérios buracos no roteiro e também besteiras que nada tem a ver com ciência e caem para a pura ficção ou fantasia, no mesmo nível de um Star Trek ou Star Wars, só que levado a sério.

Atenção: daqui pra frente o texto estará cheio de "spoilers", ou seja, vai revelar vários segredos do filme. Se não o viu, desista aqui de ler!

Faço aqui minha lista dos principais furos que levantei até agora:

1) No começo do filme, descobrimos que uma "praga" está acabando com as lavouras de alimento da Terra. Mas que "praga" é essa que ataca grupos específicos de plantações? E que depois, sem mais nem menos, começa a destruir outros tipos? E por que o mundo ia acabar por causa disso? Não temos animais para comer? Pode-se dizer que com o fim das lavouras, os animais também morreriam. Mas e os animais que comem, sei lá, grama? Ela também estava sendo dizimada pela tal "praga"? E aquela poeira toda, o que tem a ver com isso? Ninguém explica.

2) Bom, se o mundo estava acabando e as pessoas morrendo de fome, por que é que não vemos hordas de humanos famintos atacando a plantação de milho do herói do filme? Sim, porque se a raça humana estava para ser extinta por causa da falta de alimentos, não dá pra acreditar que uma fazendo cheia de milho ia ficar lá, toda tranquila, sem qualquer tipo de proteção contra os famintos. Quando você cria um "mundo" no cinema, ele precisa respeitar certas regras óbvias. Esse não respeita, nem de longe.

3) Logo cedo na trama, aprendemos que existe um "fantasma" no quarto da filha do protagonista, que fica derrubando livros e outros objetos. Depois, descobrimos que ele está na verdade se comunicando com ela, passando coordenadas e outros segredos do universo em forma de código morse ou linguagem binária. 

No final, ficamos sabendo que é o próprio protagonista que está fazendo isso, no futuro, de uma outra dimensão, dentro do buraco negro que entrou. E quem o está guiando é, segundo ele informa, a própria raça humana do futuro que se desenvolveu ao ponto de viajar entre as cinco dimensões livremente. Só que ela só chegou àquele ponto porque conseguiu sobreviver ao cataclismo na Terra porque o astronauta vivido por Matthew McConaughey foi instruído por ele mesmo para poder não só chegar àquele ponto no espaço-tempo, como também para passar os segredos do universo para a filha. 

Não faz qualquer sentido, mesmo quando a gente tenta suspender a credibilidade e passar apenas para o reino da fantasia. Por uma razão simples: os seres do futuro só poderia existir se os do passado tivessem conseguido sobreviver ao desastre natural. Mas como poderiam ter feito isso sem a ajuda que receberam dos irmãos do futuro? Nonsense total!

4) O herói passa TODOS os segredos que descobriu dentro do buraco negro manipulando a gravidade por meio de código morse nos ponteiros de um relógio de pulso analógico. Não estou brincando. É assim mesmo no filme.

5) Os três planetas que supostamente poderiam servir de morada aos seres humanos ficam pertinho de um gigantesco buraco negro, chamado Gargantua. De onde vem a luz que ilumina esses planetas? Não se vê nenhum sol perto deles e não precisa ser expert em Física para saber que toda a luz é sugada para dentro de um buraco negro, ainda mais um tão próximo daqueles planetas.

6) Alguém pode explicar como é que os astronautas pousam num planeta que é totalmente coberto de água e varrido por ondas gigantescas sem saber disso? A nave deles não possui qualquer tipo de sensor para analisar a superfície do planeta? Nem mesmo olharam para a janela da nave e pensaram: "Hummm, parece que nesse planeta só tem água. Melhor cancelar a visita". O que traz outra pergunta: como é que o piloto sabia então que a água era rasa o bastante para a nave poder pousar? 

7) Quer dizer que, enquanto eles estavam no planeta aquático e o tempo era atrasado por causa do efeito do buraco negro, o coitado do astronauta negro ficou 23 ANOS esperando eles voltarem? Assim, na boa, sem ficar completamente louco ou tentar se matar? Ficou ali, sentadão, jogando paciência ou Candy Crush e aparando a barba enquanto duas décadas passavam? 

8) O plano B do cientista feito pelo Michael Caine consistia em levar um monte de embriões para o planeta escolhido para recomeçar a raça humana. Ok, tudo bem. Mas, quem é que seria a mãe desses embriões? A pobre da Anne Hathaway é que seria usada como "barriga de aluguel" para dar vida a toda aquela gente? Será que perguntaram se ela queria? Ou será que tinham outra tecnologia para fazer brotar seres humanos do chão? Cartas para o sr. Christopher Nolan.

9) O cientista traidor feito por Matt Damon sabia que o plano A era uma farsa. Por que então ele e os outros cientistas já não levaram com eles os embriões e também umas barrigas de aluguel para dar a luz a eles (a menos que fariam brotar bebês do chão)? 

10) Qual era, afinal, o plano do Matt Damon? Ele ficou solitário, fingiu que o planeta que estava era habitável, entrou no hipersono na esperança de ser resgatado e aí atacou o protagonista para fugir na nave dele e ir... para onde? Para o terceiro planeta? Fazer o que? Morrer sozinho? Ou ele ia voltar pelo buraco de minhoca em direção à Terra para... morrer de fome ou cheio de pó na boca? Não entendi ainda.

11) Aí o Damon levou o McConaughey para ver de perto o local onde ele dizia que seria possível ter vida. Andaram um tempão no meio do gelo e então Damon rachou o capacete do McConaughey e fugiu, enquanto o outro gritava por socorro e sufocava. Pergunta: como é que Damon conseguiu chegar à nave tão rápido, sendo que andaram um bocado e o protagonista foi salvo rapidamente pela Anne Hathaway que estava em outra nave?

12) Novamente, a nave dos heróis não tinha qualquer tipo de sensor que pudesse detectar que o planeta de gelo só tinha gelo e não mantinha condições de sustentar vida? Eles tinham mesmo que descer no planeta para ver o que o cientista havia descoberto por meio dos... sensores da nave dele? Se não tinham como detectar coisas fora da nave, como é então que obtinham todas aquelas informações sobre o buraco negro? Ahá, te peguei!

13) O poder gravitacional de um buraco negro é tão forte que atrai até a luz! Mas o nosso herói não só entra no buraco negro, como ainda apronta um monte de peças lá dentro, só para depois sair dele e ser enviado através do buraco de minhoca para perto de Saturno! Pelo jeito, os humanos do futuro conseguem tudo, até mesmo manipular o que acontece dentro de um buraco negro. Tudo certo, professor Kip Thorne?

14) O que era exatamente aquela estação espacial que resgata o herói? Era a que foi construída lá na NASA? Ou era outra? Pelo que falam no filme, parece que existiam outras. Como é que conseguiram construir algo tão idílico e perfeito em um mundo moribundo, que já não tinha mais comida nem ar respirável? E as plantações que vimos lá dentro, de onde surgiram? Afinal, lembre-se, todas as plantações estavam sendo dizimadas pela "praga"! E por que ainda estavam dentro delas e não já no planeta, além do buraco de minhoca?

15) Como é que a filha do protagonista, já bem velha e prestes a morrer depois de ficar dois anos hibernando, sabia que a astronauta feita pela Anne Hathaway estava esperando por ele no terceiro planeta? A menos que seu pai tenha passado todas as outras informações, além dos segredos do universo, pelo relógio, não tinha como ela saber nada disso, certo?

37 comentários:

Anônimo disse...

Este comentarista é um babaca que pensa que entende de cinema. O filme é ótimo, mas é um filme de ficção. Você não entendeu ?

Denis Silva disse...

Gostei bastante das questões levantadas aqui no blog, pois foram as mesmas - e mais um pouco - que ficaram no ar quando saí do cinema. Agora para o anônimo que chamou o comentarista do blog de babaca:

Pode até ser ficção, mais um pouquinho de coerência não faz mal.

Gean disse...

Entendo que o filme é confuso, mas basta prestar atenção e alguns dos mistérios são explicados pelos próprios acontecimentos, uns evidentes, outros ocultos.
No filme é explicado que mesmo altamente tecnológicos, os seres do futuro só conseguiam se comunicar por gravidade, que segundo o filme, é a única força que pode viajar no tempo, e influenciar o passado.
Pousaram no planeta aquático devido aos sinais emitidos pela cientista que estava naquele exato local, usaram os sensores para descobrir isso.
O ator que ficou na nave durante os 23 anos diz que hibernou quase o tempo todo e acordou duas vezes para ver se haviam voltado.
A parte dos embriões é explicada pela Anne Hathaway no momento em que ela mostra uma máquina que gera os bebês a cada 10.
Os dados fornecidos pelo Damon referentes ao planeta de gelo eram convincentes, pois estavam longe do local do pouso e não poderiam ser constatados facilmente. Os dados foram colhidos por sondas lançadas na atmosfera do planeta e por observação do cientista, a nave muito provavelmente não analisaria um planeta inteiro tão rápido.
A filha do protagonista sabia que Anne Hathaway estava no terceiro planeta pois o robo SARS foi resgatado com todos os dados da missão, antes mesmo do astronauta perdido.

André Lux disse...

Sua tentativa é válida e alguns pontos eu realmente não lembro de ter visto no filme, como o sujeito que disse ter dormindo a maior parte dos 23 anos que ficou esperando e a moça dizendo que tem uma máquina de fazer bebês (como é que é???).

Mas o resto é pura especulação sua, o que é normal, mas sinceramente, não convence...

Anônimo disse...

Meu Deus... Fico imaginando esse Andre escrevendo algo sobre Matrix ou quem sabe Iception (A Origem)...
Parece que ele é o tipo de pessoa que tem que ver o fime 1 duzia de vezes(e de preferencia dublado)para poder entender algo...

André Lux disse...

Caro anônimo, procure minhas análises de Matrix e A Origem na coluna do lado direito do blog, mais abaixo...

jmm disse...

no caso da transmissão dos bilhões de terabites de dados captados pelo robô quando passou através do horizonte de eventos do buraco negro via código morse, através de um ponteiro de relógio de pulso, você se esqueceu de um detalhe fundamental: tudo o que ele tinha que transmitir era "42". ou seja: (....- ..---) só isso. não assistiu o "Guia do Mochileiro das Galaxias"?

Leandro M disse...

ASSISTA O FILME DE NOVO E PRESTE ATENÇÃO porque você realmente NÃO ENTENDEU NADA mesmo com as cenas dando pistas óbvias! Sobre a estação espacial, ela já estava construída dentro daquela base da NASA, no primeiro ato do filme o velhote revela isso ao protagonista do filme naqueles diálogos didáticos sobre o plano A e o plano B. Sobre aquele cara negro que ficou mais de vinte anos na nave esperando ele, o cara CONTOU que dormia e acordava de vez em quando, o que significa que ele hibernou em sono criogênico durante muito tempo, além disso ele acorda mais velho sim de barba com fios brancos e tal, só que o aspecto da pele de quem é negro não degrada tanto com a idade, eles parecem envelhecer menos com a idade. Enfim... nem vou perder tempo refutando tudo que vc disse, seu texto me fez senti vergonha alheia.

Leandro M disse...

Também há uma cena no filme que eles mostram equipamentos artificiais para fertilização, etc... Cara, na boa, você vai ter que assistir de novo prestando atenção em cada detalhe...

André Lux disse...

Pode até ser que eu reveja esse filme, mas só quando eu estiver com uma insônia bem forte...

vyrna disse...

legal a sua ideia para post, parabéns, mas acho que tem algumas coisas que você colocou que realmente se explicam no filme. O Matt Damon além de sobreviver tbm queria seguir o plano b e ele era fiel ao professor Brand (Michael Caine). O carinha q ficou na Endurance além de dormir ele tbm ficou estudando o buraco negro rotativo e percebeu que para terminar os cálculos precisava de material coletado do buraco. Sobre as fazendas não invadidas acho que o mundo (como hj) possui os países produtores agrícola que por sua vez poderiam ter um estado não tão crítico do que em outros lugares não produtores, além daquela zona ser rodeadas de fazendas e as pessoas estarem saindo de lá por conta da grande poluição do lugar, acho mais pertinente se perguntar pq o filme não explicou melhor essa tempestade de poeira. Outro ponto pertinente seria saber como o protagonista conseguiu entrar no buraco de minhoca, pois quando ele cai no buraco negro rotativo ele tbm entra na grande instabilidade gravitacional , de tempo e espaço ficando preso num hipercubo (onde quatro dimensões se movimentam simultaneamente mostram o quarto de sua filha), um objeto geométrico presente na disciplina cientifica voltada para os estudos gravitacionais, a mesma área de estudo do físico americano Kip Thorne. Eu tbm me perguntaria se seria possível uma pessoa entrar em um buraco de minhoca e um buraco negro e não morrer ou virar uma gosma cósmica, mas não sei é preciso pesquisar. Apontaria mais coisas mas o texto já está longo, podemos conversar por outro lugar. No mais eu gostei muito do filme, acho que pela extensão de tempo da obra o diretor optou por uma narrativa mais mastigada (afinal se trata de física quântica) pulando alguns acontecimentos e acelerando a história e por isso não foi apresentado algo mais dissecado. Acho que poderia haver um teor antropológico mais forte e deixa o publico em epifania braba, mas acho que o filme ficaria chato e seleto. Ótimo filme, assistirei mais vezes.

Danilo Furtado disse...

infelizmente meu caro...SUA CRITICA É POBRE...nao necessariamente precisa-se FOCAR em todos os pontos do filme para ele ser bom...o filme nao tratava sobre pragas...como vc descreveu no topico 1.
o objetivo do filme nao era retratar pq o planeta estava acabando e como isso surgiu...a ideia, a filosofia é outra.
Realmente vc ta no hooby errado...

Danilo Furtado disse...

infelizmente meu caro...SUA CRITICA É POBRE...nao necessariamente precisa-se FOCAR em todos os pontos do filme para ele ser bom...o filme nao tratava sobre pragas...como vc descreveu no topico 1.
o objetivo do filme nao era retratar pq o planeta estava acabando e como isso surgiu...a ideia, a filosofia é outra.
Realmente vc ta no hooby errado...

Anônimo disse...

"por que não comem grama" - amigo, você não entendeu que não estava chovendo? E outro, não é que o filme deixa buracos no roteiro de como o planeta está acabando, ele simplesmente não explica. O item 3 não é questão de fantasia, é uma questão de tempo-espaço. No demais, eu parei de ler por aqui pois vi que se trata de crítica extremamente rasa e amadora. Fora que deu para perceber que você não prestou muita atenção no filme

Figueiredo disse...

Oi André concordo com todas as suas questões entrei no seu blog pois queria ver se alguém tinha a mesma opinião minha e vc teve na nº13 ou seja em algum momento a humanidade evoluiu sem precisar dessa missão toda senão não haveria um futuro para manipularem o passado desta forma, seria mais bonito se fossem outros seres de outro mundo etc...
Outra coisa é ele poder empurrar livro mas não conseguir passar a parede sei lá ai ficou estranho porque ele pertence aquela realidade não haveria nenhum caos, mas enfim é um mundo de fantasia tem gente que leva a sério ao ponto de sair ofendendo (a tempestade de poeira era um peido divino) mal sabem que os anos passam e pode morrer de velhice sem ter constatado se estas "teorias" são 100% concretas. É a opinião de um leigo pessoal não se ofendam, stargate pra mim foi melhor kkkk
Abraço e continue não dá pra agradar a todos...

gui disse...

Gostei muito da análise me fez lembrar de várias coisas que reparei durante o filme e que também estranhei um pouco como, por exemplo, nem a luz conseguir escapar de um buraco negro mas um homenzinho, viajando "infinitamente" mais devagar que a luz, consegue entrar lá, descobrir todos os segredos do universo codificá-los com a ajuda de um robô (que também não era para estar lá) e enviar de volta para a terra no passado, tudo bem o ignoremos isso.
A poeira que não tem nada a ver, a praga mal feita, o robô consciente, seres humanos ovíparos, sistema solar de 3 planetas, compostos orgânicos num planeta sem vida (quem os fabrica, de onde eles vem, sexta no globo reporter), pô cara muita coisa ficou mal explicada nesse filme e teve muito erro de continuação.
Enfim gostei da crítica me relembrou vários pontos que reparei durante o filme, me ajudou a entender outros e me mostrou coisas novas que eu não tinha reparado.

gui disse...

Tinha feito um comentário gigante e o perdi :'( nele eu dizia sobre os seres humanos ovíparos que os físicos haviam criado para dar continuidade a espécie, o cara que esperou 23 anos (esse tem uma explicação talvez ele tivesse esperado perto o suficiente do planeta e que ele não tenha esperado 23 anos), o cara que entra em um buraco negro fica lá um bom tempo e milagrosamente sobrevivi, temos duas opções para o diretor ou mata o cara ou faz o tempo passar muito, porra num buraco negro ou o tempo passa muito rápido (a gravidade lá é absurdamente alta) ou ele não passa (pois rompe o tecido do espaço tempo), a poeira sem explicação, o vilão emo que queria ficar sozinho com um planeta só pra ele, um cara que envelhece 93 anos e a filha dele só uns 40, um planeta inabitado cheio de compostos orgânicos (porra de onde saiu o carbono daquelas merdas se não tem ser vivo lá cara, nem uma puta duma bactéria), uma nave que deveria aguentar pressões entre 0 e 1 atm sendo engolida por toneladas de água (porra um submarino não tem a mesma estrutura de uma nave), muita coisa mal contada aí cara ta na hora de ver isso direito.
Enfim a crítica me agradou em quase todos os pontos, o filme me agradou muitooo (mesmo com bastante erros), talvez um dos melhores filmes que vi na minha vida.

Antonio Filho disse...

Culpa da Kátia Abreu e dos transgênicos.

inquietar disse...

7) O cara dormiu e acordou de vez em quando. Ninguem fica bem tanto tempo sozinho, mas bom, ele foi escolhido especialmente para essa missao. É razoavel que tenha recebido treinamento para sobreviver tanto tempo sozinho.

8) Tinham um "utero artificial" para desenvolver os bebes.

9) Taí uma boa pergunta.

10) Acho que o Matt Damon nao queria ficar mais sozinho e ficou com medo do que aconteceria com ele quando o restante da tripulaçao descobrisse que ele falsificou os dados. Nao sei ao certo qual o plano dele, e apesar de achar a participaçao dele excelente, achei a briga meio forçada, do tipo "precisamos de uma cena de açao aqui".

11) Distorçao do espaço tempo :P Bom, o Mat Damon passou um tempao planejando isso... Talvez exista algum atalho, ela andou para caramba mas na verdade tava voltando para a nave...

12) Ah, de fora do planeta nao dá para saber tudo sobre ele. Ou a gente nao perderia tempo mandando sondas para a superficie de marte. Um planeta pode ser todo arido mas ter um subsolo rico em agua. Uma analise de dentro do planeta vai ser sempre mais consistente. Lembre-se que os dados do buraco negro só se tornaram relevantes quando foram colhidos dentro dele.

13) Bom, ninguem sabe ao certo o que acontece dentro de um buraco negro. Mas bom, é isso mesmo. Ele caiu lá, e tinha uma estrutura que o protegia e o possibilitava enxergar a quarta dimensao como se enxerga o espaço. Sim, obras dos humanos do futuro. Mas nao curti ele sair do buraco negro. Por mim morria ali. Mó desnecessario aquele final meloso.

14) Sim, aquela estaçao era a que eles estavam construindo. Provavelmente começaram quando concluiram que a vida na terra ia se tornar inviavel. Era o plano A. Nao mudaram pro planeta por que nao tinha nenhum planeta apto a recebe-los e bom, a vida parecia ok na estaçao. Quanto as plantas, talvez a praga nao sobreviva a orbita espacial.

15) Eles resgataram o robo primeiro e ele passou todas a sinformaçoes cientificas e pessoais. Mas principalmente porque o diretor queria um final cafona e meloso pro epico dele.

na real, eu curto o filme. nao acho que as falhas prejudiquem po filme. Gosto da ideia de que humanos ajudam humanos (e nao entidades superiores benevolentes). Acho entretanto que o nolan tava tao preocupado em ser fiel a ciencia (na construçao das imagens, et e tal), que perdeu a chance de desenvolver melhor os conflits humanos. Tem varias cenas com enorme potencial dramatico que terminam áridas, narradas, frias.

inquietar disse...

7) O cara dormiu e acordou de vez em quando. Ninguem fica bem tanto tempo sozinho, mas bom, ele foi escolhido especialmente para essa missao. É razoavel que tenha recebido treinamento para sobreviver tanto tempo sozinho.

8) Tinham um "utero artificial" para desenvolver os bebes.

9) Taí uma boa pergunta.

10) Acho que o Matt Damon nao queria ficar mais sozinho e ficou com medo do que aconteceria com ele quando o restante da tripulaçao descobrisse que ele falsificou os dados. Nao sei ao certo qual o plano dele, e apesar de achar a participaçao dele excelente, achei a briga meio forçada, do tipo "precisamos de uma cena de açao aqui".

11) Distorçao do espaço tempo :P Bom, o Mat Damon passou um tempao planejando isso... Talvez exista algum atalho, ela andou para caramba mas na verdade tava voltando para a nave...

12) Ah, de fora do planeta nao dá para saber tudo sobre ele. Ou a gente nao perderia tempo mandando sondas para a superficie de marte. Um planeta pode ser todo arido mas ter um subsolo rico em agua. Uma analise de dentro do planeta vai ser sempre mais consistente. Lembre-se que os dados do buraco negro só se tornaram relevantes quando foram colhidos dentro dele.

13) Bom, ninguem sabe ao certo o que acontece dentro de um buraco negro. Mas bom, é isso mesmo. Ele caiu lá, e tinha uma estrutura que o protegia e o possibilitava enxergar a quarta dimensao como se enxerga o espaço. Sim, obras dos humanos do futuro. Mas nao curti ele sair do buraco negro. Por mim morria ali. Mó desnecessario aquele final meloso.

14) Sim, aquela estaçao era a que eles estavam construindo. Provavelmente começaram quando concluiram que a vida na terra ia se tornar inviavel. Era o plano A. Nao mudaram pro planeta por que nao tinha nenhum planeta apto a recebe-los e bom, a vida parecia ok na estaçao. Quanto as plantas, talvez a praga nao sobreviva a orbita espacial.

15) Eles resgataram o robo primeiro e ele passou todas a sinformaçoes cientificas e pessoais. Mas principalmente porque o diretor queria um final cafona e meloso pro epico dele.

na real, eu curto o filme. nao acho que as falhas prejudiquem po filme. Gosto da ideia de que humanos ajudam humanos (e nao entidades superiores benevolentes). Acho entretanto que o nolan tava tao preocupado em ser fiel a ciencia (na construçao das imagens, et e tal), que perdeu a chance de desenvolver melhor os conflits humanos. Tem varias cenas com enorme potencial dramatico que terminam áridas, narradas, frias.

inquietar disse...

1) A origem da praga e da poeira sao irrelevantes para a trama do filme. Voce pode considerar um defeito se quiser, mas acho injusto. O que importa aí é a metáfora: há algo no planeta terra aniquilando a vida e os humanos nao sao capazes de dete-lo. Quanto a praga, ela começou atacando um tipo de planta e depois foi se espalhando. É razoavel pensar que ela se espalharia por toda a populaçao vegetal, incluindo a grama. Isso seria suficiente para destruir toda a vida humana do planeta, e é uma explicação razoavel para as pessoas irem embora. E caso se interesse por apocalipse verde, recomento um livro chamado Chung Li a agonia do verde de john Cristopher. Retrata bem essa questão. http://www.skoob.com.br/livros/chung-li-a-agonia-do-verde/128970ED143070

2) A questão é legal, mas de novo não é o objetivo do filme (qualquer historia é apenas um recorte e nao tem capacidade de abordar a infinidade de desdobramentos e angulos a despeito do qual se pode abordar uma questao). E de qualquer forma, o filme da uma pista de que as pessoas estariam vivendo num mundo totalitario, onde os jovens nao podem escolher a carreira que pretendem seguir e onde os livros de historia sao adulterados para manter a ordem.

3) Ah, esse é o paradoxo do avô presente em qualquer filme de viagem no tempo, mesmo os mais desprentenciosos cientificamente como "de volta para o futuro". O paradoxo do avô foi usado muito tempo como prova de viajar no tempo nao era possivel (o paradoxo é o seguinte: vc viaja no tempo, mata o seu avô no passado e portanto, vc nao existe no presente. Mas se você nao existe no presente como poderia matar seu avô. Logo voce existe no presente. E se existe no presente...). Uma das formas de resolver isso é utilizar universos paralelos. Quando alguem viaja no tempo e altera alguma coisa - tipo, mata o proprio avô - ele cria um universo paralelo onde o avô está morto e ele nao existe. Entretanto, o universo de onde o sujeito saiu, ainda existe, e nele, o avô do sujeito está vivo. Aceitando a idea de multiplos universos, é tranquilo aceitar que o pai se comunique com a filha por um hipercubo ou que humanos do futuro mandem ajuda a humanos do passado. Sao universos se cruzando. Se quiser uma dica de filme Donnie Darko é excelente para discutir universos paralelos.

4) Codigo morse é uma linguagem binaria baseado em ligado/desligado. Voce pode traduzir qualquer informação em binário (todos os computadores do mundo usam binário). Me incomodou a cena dela decodificando as informações com lapis e papel, mas encarei como uma licença poetica. Como é uma cena de poucos segundos, acho que quando ela se deu conta de que seriam muitos zeros e um ela foi e pegou um computador.

5) Ok, habitar um sistema solar com um buraco negro no meio é uma ideia assustadora. Mas bom, lembre-se que dentro do gargantua tinha um hipercubo prontinho para romper as barreiras so espaço-tempo. Talvez os humanos do futuro tenham destruido um sistema solar saudavel para construir essa engenhoca (lembre-se que os humanos do presente tinham que ir para onde o buraco de minhoca levava). Mas sim, o filme nao explica e eu estou especulando. E concordo, A LUZ É UM PROBLEMA ENORME.

6) Me incomoda tambem eles entrarem na atmosfera do planeta e nao perceberem de cara que havia muita agua lá. Especialmente considerando que tinha gente que nao queria pousar no planeta. É uma falha do filme. mas do ponto de vista dramático adorei o momento "meu deus nao sao montanhas, sao ondas...."

Anônimo disse...

Acabei de assistir ao filme e vim pesquisar na internet sobre, concordo plenamente com todos os tópicos abordados do filme, o filme ficou horrível com esse final sem nexo... De cara já vi que o filme não seria mt bem pensado até porque a filha do protagonista se parece MUITO com a Anne Hathway, perderam uma chance da filha no futuro fazer o papel da astronauta, e a Anne a filha dele... o que dá de perceber nesse filme é que o autor não se importou muito em fazer um filme confuso já que os atores são os melhores do cinema, e uma jornada espacial que te prende o filme todo apesar da grande merda.

brunno disse...

É um filme sem nexo. Mas bonitinho.

Anônimo disse...

Ainda bem que não foi você que escreveu o roteiro.
Só pra começar caso Nolan se propusesse a explicar pormenores como detalhes da crise de alimentos, ele faria isso muito bem, contudo o filme ficaria extremamente maçante. É por isso que ELE é o mestre e você apenas o crítico. Os outros pontos deixo pra você repensar.

Felipe Borges disse...

1) São pragas, ué. E quem disse que é a msm praga atacando tudo? Tu queria que o filme perdesse meia hora explicando pragas? E pra quê tu precisa saber de onde vem a poeira? (Poeira vem do espaço, mas enfim) O filme não quer mostrar as origens do apocalipse mas sim a saída dele.

2) Por que o milho tava verde? Who knows?

3) Se vc tivesse prestado atenção no filme vc saberia que antes do Cooper chegar à NASA a missão já estava pronta para começar. Os humanos do futuro podem muito bem ser os do plano B

4) Código Morse enviava informações sobre exércitos e guerras, não acho que era curto tbem

5) Good question

6) Sabendo ou não eles desceriam de qualquer jeito, pois queriam resgatar a outro astronauta tbem

7) Ele dormiu alguns anos e ficou estudando o buraco negro, ué.
Todo mundo q fica sozinho fica louco?

8) Existem equipamentos à bordo para encubar os embriões. As barrigas de aluguel serão as mulheres que nascerem dessas encubadoras.

9) Porque eles foram avaliar os planetas, eles não sabiam se ele sustentaria vida. Se levasse embriões para planetas mortos iria matar os embriões pq se [prestasse atenção no filme] o planeta não puder abrigar vida o astronauta não é resgatado

10) Ele iria para o terceiro planeta e executar o plano B. Os embriões estavam na Endurance. [não prestou atenção no filme novamente]

11) Because movies

12) O astronauta no planeta tinha diferentes equipamentos. Vc não consegue ver o que tem dentro de um elemento químico só apontando uma câmera pra ele

13) FICÇÃO CIENTÍFICA

14) Ainda existe minério no planeta. Existem bancos de sementes no planeta faz tempo e se manter as plantas isoladas não vai pegar nenhuma praga.
Porque eles ainda não foram ao planeta será?

15) Por isso que o final é a parte mais criticada.

Se for fazer uma crítica pelo menos se certifica de ter prestado atenção ao filme. Existem fanboys no Nolan que gostam de filmes só pq tem o nome dele, mas tbem existem haters que odeiam um filme só pq tem o nome dele. O filme tem sim problemas. No final: Por que ele passou 5 minutos com a filha dele e foi embora? Pq não tirou um dia para falar com a família dele (netos, bisnetos, ...)? Como a Murph sabia que a Brand tava viva e no planeta fazendo colônia? Como ela sabia que era só a Brand (ela deduziu que os outros morreram)? Não sei. Talvez o Nolan tenha feito um fast forward e pulou esses momentos pq o filme já tinha quase 3 horas, mas esses sim eram pontos que mereciam explicação.

Egon disse...

Entendo perfeitamente que você não goste do filme. Isso vai de gosto...
Mas acredito que, frente aos vários comentários colocados neste espaço esclarecendo os pontos que você não entendeu, seria mais honesto e coerente de sua parte reconhecer que realmente não prestou atenção aos detalhes e que, justamente por isso, ao menos grande parte de suas críticas à lógica do roteiro só mostram que muitos elementos do filme passaram batido pra você.
Repito que qualquer um tem o óbvio direito de detestar o filme e o diretor, mas acho que um pouco de humildade para admitir as próprias limitações é um item indispensável a um bom crítico.

Anônimo disse...

Nossa mano,nunca vi uma critica tao sem nexo quanto esta,voce nao parou pra pesquisar um segundo sobre viagem no tempo,paradoxo do avo? nada? voce pos uma porrada de topicos que simplesmente nao precisam ser explicados,outros que foram explicados e vc nao percebeu,e outros onde voce nao tem conhecimento para falar sobre,provavelmente so uns 2 ou 3 se salvam.

Anônimo disse...

Concordo em tudo com vc!

Anônimo disse...

concordo com algumas teses, mas com todo respeito, como você espera que eles se alimentem dos animais sendo que os animais não terão o que comer? como você sugere que sobrevivam?

Unknown disse...

vamo lá:
1) o filme já perde muito tempo para mostrar a situação, tentar explicar todos os detalhes seria entediante. Pragas seletivas são bem pausíveis e existem hoje. Não vejo isso como falha do filme.

2) GOOD POINT!!

3) Não vejo isso como problema. Podemos interpretar de 2 formas:
a) como em "Terminator" (exterminador do futuro) onde causa e efeito se misturam.
b) como "days of future past" (dias de um futuro esquecido - x-men) onde cada vez que alteramos o passado criamos uma nova linha temporarl (os humanos do futuro podem ser de uma linha temporal em que a vida na Terra não acaba desse jeito).

4) isso é premissa do filme....é ficção. Todo filme de ficção tem isso.

5) Estude melhor os buracos negros com rotação e deixará de falar esta besteira. O problema é o erro na dilatação temporal excessiva (um planeta tão próximo não poderia ser habitável) e também na escolha incorreta de planetas.

6) O filme não perde tempo explicando essas coisas. É óbvio que eles sabiam que era coberto de água e que naquele ponto era raso. É óbvio que eles sabiam que um planeta aguático tão próximo de um buraco negro teria tsunamis gigantescas. O que está errado alí é a extensão da onda.

7) o cara diz que não hibernou. Então ele deve ter tido um desses treinamentos desumanos que a NASA faz heheheheh.

8) O próprio Michael Caine explica que os primeiros serão gerados por uma técnica em encubadeiras e depois em seguida serão usadas barrigas de aluguel (como o filme é uns 60 anos no futuro, assume-se que foi criada uma técnica para encubação extra-barriga)

9) Talvez embriões estavam escassos na Terra por algum motivo e viagens espaciais estavam mais seguras e assim, não poderíamos nos dar ao luxo de enviar embriões para planetas inóspitos mas poderíamos criar novas expedições só para levar os embriões.

10) Pode ter vários motivos que o filme não tentou explicar pra não deixar monótono. Ex. após tanto tempo sozinho no planeta ele ficou louco a ponto de querer simplesmente sair de lá (sem pensar q poderia sair com os outros)

11) A pergunta não é essa. Tinha a nave dele e da nova missão, ele só não tinha algo como a endurance em órbita com condições para fazer uma viagem interplanetária.

12) Eles possuem instrumentos sim. Mas não é suficiente para examinar todo o planeta em detalhe do espaço ou do céu em poucas horas. As missões anteriores tiveram anos para explorar o planeta.

13) A tecnologia gravitacional dos humanos do futuro é premissa básica do filme. (se for questionar se é possível ou não, por que você não questiona por que o buraco de minhoca foi criado tão longe da terra? e como é que foi criado sem um buraco branco perto de júpter? --- é premissa do filme que os humanos do futuro podem fazer isso)

14) O filme não explica, e nem precisa explicar. A construção parece razoável o que é improvável é o por que dela! O Cooper passou para a filha os segredos da gravidade, assim foi possível mobilizar a humanidade para conseguir levar ao espaço pessoas e material suficiente para construir gigantescas estações espaciais em forma de cilindros. Uma dessas estações foi criada perto do buraco de minhoca que resgatou o Cooper.
A humanidade não estava no planeta por que não era mais necessário fazer isso, a humanidade poderia viver nas estações ou em Marte já que dominava a gravidade.
A pergunta é o que a Anne Hathway ainda estava fazendo naquele planeta? Uma nova colônia? Poderia ser, mas pra que perto de um buraco negro? Não faz sentido. O melhor seria aproveitar a nova tecnologia para tentar pegar recursos em outros planetas e resolver o problema da terra. No fim, a trama toda dos humanos do futuro era mesmo fazer alguém passar pelo tesseracto para passar a tecnologia.

15) Provavelmente com a nova tecnologia foi possível construir mais espaçonaves rapidamente e novas missões foram e voltaram pelo buraco de minhoca e se comunicaram com a astronauta. Mas por que ela ainda estava no planeta? Por que ainda queriam colonizar um planeta tão ruim perto de um buraco negro?

Unknown disse...

vamo lá:
1) o filme já perde muito tempo para mostrar a situação, tentar explicar todos os detalhes seria entediante. Pragas seletivas são bem pausíveis e existem hoje. Não vejo isso como falha do filme.

2) GOOD POINT!!

3) Não vejo isso como problema. Podemos interpretar de 2 formas:
a) como em "Terminator" (exterminador do futuro) onde causa e efeito se misturam.
b) como "days of future past" (dias de um futuro esquecido - x-men) onde cada vez que alteramos o passado criamos uma nova linha temporarl (os humanos do futuro podem ser de uma linha temporal em que a vida na Terra não acaba desse jeito).

4) isso é premissa do filme....é ficção. Todo filme de ficção tem isso.

5) Estude melhor os buracos negros com rotação e deixará de falar esta besteira. O problema é o erro na dilatação temporal excessiva (um planeta tão próximo não poderia ser habitável) e também na escolha incorreta de planetas.

6) O filme não perde tempo explicando essas coisas. É óbvio que eles sabiam que era coberto de água e que naquele ponto era raso. É óbvio que eles sabiam que um planeta aguático tão próximo de um buraco negro teria tsunamis gigantescas. O que está errado alí é a extensão da onda.

7) o cara diz que não hibernou. Então ele deve ter tido um desses treinamentos desumanos que a NASA faz heheheheh.

8) O próprio Michael Caine explica que os primeiros serão gerados por uma técnica em encubadeiras e depois em seguida serão usadas barrigas de aluguel (como o filme é uns 60 anos no futuro, assume-se que foi criada uma técnica para encubação extra-barriga)

9) Talvez embriões estavam escassos na Terra por algum motivo e viagens espaciais estavam mais seguras e assim, não poderíamos nos dar ao luxo de enviar embriões para planetas inóspitos mas poderíamos criar novas expedições só para levar os embriões.

10) Pode ter vários motivos que o filme não tentou explicar pra não deixar monótono. Ex. após tanto tempo sozinho no planeta ele ficou louco a ponto de querer simplesmente sair de lá (sem pensar q poderia sair com os outros)

11) A pergunta não é essa. Tinha a nave dele e da nova missão, ele só não tinha algo como a endurance em órbita com condições para fazer uma viagem interplanetária.

12) Eles possuem instrumentos sim. Mas não é suficiente para examinar todo o planeta em detalhe do espaço ou do céu em poucas horas. As missões anteriores tiveram anos para explorar o planeta.

13) A tecnologia gravitacional dos humanos do futuro é premissa básica do filme. (se for questionar se é possível ou não, por que você não questiona por que o buraco de minhoca foi criado tão longe da terra? e como é que foi criado sem um buraco branco perto de júpter? --- é premissa do filme que os humanos do futuro podem fazer isso)

14) O filme não explica, e nem precisa explicar. A construção parece razoável o que é improvável é o por que dela! O Cooper passou para a filha os segredos da gravidade, assim foi possível mobilizar a humanidade para conseguir levar ao espaço pessoas e material suficiente para construir gigantescas estações espaciais em forma de cilindros. Uma dessas estações foi criada perto do buraco de minhoca que resgatou o Cooper.
A humanidade não estava no planeta por que não era mais necessário fazer isso, a humanidade poderia viver nas estações ou em Marte já que dominava a gravidade.
A pergunta é o que a Anne Hathway ainda estava fazendo naquele planeta? Uma nova colônia? Poderia ser, mas pra que perto de um buraco negro? Não faz sentido. O melhor seria aproveitar a nova tecnologia para tentar pegar recursos em outros planetas e resolver o problema da terra. No fim, a trama toda dos humanos do futuro era mesmo fazer alguém passar pelo tesseracto para passar a tecnologia.

15) Provavelmente com a nova tecnologia foi possível construir mais espaçonaves rapidamente e novas missões foram e voltaram pelo buraco de minhoca e se comunicaram com a astronauta. Mas por que ela ainda estava no planeta? Por que ainda queriam colonizar um planeta tão ruim perto de um buraco negro?

Álvaro Menezes disse...

Mano, eu entendo que você é um cara que não entende muito de cinema e que deve estar começando nesse ramo de criticas.
Mas assim, você deve entender que você está vendo um filme de ficção cientifica, e que o próprio gênero já explica: é uma ficção baseada na ciência. Claro que você vai encontrar pontos que são viajados mesmo, é normal.
Agora, falar que existem furos no roteiro é um pecado. Você está falando do filme de um dos maiores diretores e roteiristas da atualidade, conhecido por criar roteiros incrivelmente complexos. Não existem furos no roteiro do cara, o que existe são dados subentendidos, como por exemplo, como o mundo ficou daquela forma. O cara tem um filme de quase três horas, ele não precisa justificar como o mundo acabou, e nem deve. Isso fica subentendido na cabeça de quem vê o filme.
Sua critica é fraca, desculpe mas é.

André Lux disse...

Tá desculpado, mano.

brunno disse...

Eu gostei muito do filme, apesar de não ter entendido bulhufas dessa teoria de viagem intergalática, buraco de minhoca, buraco negro, tempo aqui e tempo acolá, etc.. Eu acho ele muito melhor do que o Odisseia no Espaço.

Glaucia disse...

Eu gostei do filme embora ele realmente tenha uns furos no roteiro. Um deles e acho que bem óbvio foi a quando eles estavam decidindo em qual planeta descer, ora, se existiam 3 planetas, porém dois deles estavam mais próximos do buraco negro, é lógico que qualquer pessoa em sã consciência escolheria o terceiro por estar mais distante, mas os astronautas da NASA... decidem descer no primeiro planeta, apesar de tudo, de estar praticamente dentro do buraco e isso sem falar da questão do tempo correr diferente lá... enfim, esse foi um furo do tamanho de um buraco negro.
Gostei das suas colocações, mas com relação aos humanos no futuro só conseguirem chegar lá se os do passado sobrevivessem, bom aí o Nolan usou as idéias de Einstein sobre a relatividade do espaço-tempo, por isso, não se pode considerar esta parte do filme como furo.

Samu FX disse...

Péssimo dia para saber ler

Escruvelador disse...

As pessoas discutem os furos do filme mas não percebem que tudo é baseado em teorias. O buraco de minhoca e o buraco negro são apenas teorias e não existem comprovação de que realmente existem. Os buracos negros nem são visíveis e nem se sabe como funcionam. Tudo é baseado em teorias. Existem diversos furos no filme, mas isso não é importante. O importante é a bela história que é contada pois é um filme de ficção e não um documentário sobre física.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...