quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Filmes: "Abril Despedaçado"

PRETENSÃO DEMAIS

Embora técnicamente brilhante, filme peca pelo excesso de maneirismos e pela falta de um final realmente forte e impactante

- por André Lux, crítico-spam

Depois do impressionante (e merecido) sucesso de CENTRAL DO BRASIL no mundo inteiro, o diretor Walter Salles resolveu adaptar para o sertão nordestino um livro de Ismail Kadaré que se passa nos Balcãs e narra a história de duas famílias rivais que se matam em nome da honra e do "olho por olho".

O roteiro narra o momento em que o filho mais velho dos miseráveis Breves (Rodrigo Santoro, que tem cara de tudo menos de nordestino miserável) tem que matar o assassino de seu irmão, perpetuando assim o ciclo de bestialidade e vingança que rege a vida deles. O único que se revolta contra isso tudo é o caçula (Ravi Ramos Lacerda) que é resposável por uma das melhores falas do filme: "Em terra de cego, quem tem olho o pessoal acha que é doido!".

Apesar da trama forte e pertinente (que poderia ter rendido um excelente paralelo com a vida moderna), os realizadores de ABRIL DESPEDAÇADO optaram por uma aproximação calculadamente fria, construída sobre emoções contidas e cenografia altamente estilizada. Tudo isso com um único motivo: preparar o caminho para o final que deveria trazer uma explosão de emoções, causando assim a redenção dos personagens e, de quebra, do espectador.

Infelizmente, Salles falhou na conclusão e com ele foi a pretensão de transformar ABRIL DESPEDAÇADO em um novo CENTRAL DO BRASIL, que era emocionante justamente por ser singelo e honesto. Aqui tudo é friamente calculado para parecer distante e árido, inclusive o sofrimento e a dor dos personagens. Se José Dumont dá um banho de interpretação no papel do patriarca dos Breves, homem duro e ignorante, o mesmo não se pode dizer do resto do elenco, onde o maior problema é justamente o impassível Santoro que falha em sua cena chave e compromete o filme deixando claro que ainda não tem condições de levar um roteiro desses nas costas.

Embora técnicamente brilhante, onde os destaques são a fotografia do mestre Walter Carvalho e a música de Antônio Pinto, ABRIL DESPEDAÇADO peca justamente pelo excesso de maneirismos e pela falta de um final realmente forte e impactante que justifique tamanha pretensão. Uma pena.

Cotação: **1/2

3 comentários:

Anônimo disse...

O Santoro esse é a bola da vez no cinema,teatro e televisão. Só tem ele, o cara trabalha de mocinho,bandido,serial killer,detetive,galã etc e sempre com a mesma cara sem expressão e gesticulações exageradas de todo ator ou atriz daqui, tudo representado e não vivido como fazem os atores do primeiro mundo.
É por isso que o nosso cinema é um dos piores do mundo, senão o pior. Não existem escolas, crítica nem auto-crítica, muito menos renovação. Técnica então,nem se fala. Inovações e efeitos são desprezados com a desculpa de que a atuação e o roteiro são mais importantes. Argumento furado,pois as atuações sempre foram péssimas e roteirista no Brasil,simplesmente não existe,pois isso exige cultura e imaginação. Atores são sempre os mesmos e atuam sempre do mesmo jeito,liberados pela direção para serem espalhafatosos e usarem os mesmos maneirismos e cacuêtes associados a sua imagem.
Nunca ,jamais consegui ver um filme brasileiro inteiro, ou saí mais cedo ou dormi profundamente, até que resolvi não ir mais ao cinema.

Gabriela Cristina Maceda Rubert disse...

Cinema brasileiro é bom sim. Inúmeras produções brilhantes, que focam a nossa realidade, o problema é que o povo ta muito acostumado a ver coisa estrangeira, achando que aqui não somos capazes de fazer coisa boa também. Discordo em partes com a crítica do autor do blog, apesar da atuação do Santoro não ser a melhor do mundo, esse filme é o meu preferido pelo drama, pela poesia e pelo que você falou, a fotografia e a trilha sonora, além das falas que foram muito bem pensadas. Chorei as 7 vezes que vi o filme, e indico ele para todos os meus amigos. Gosto muito do Walter Salles, e minha admiração iniciou com esse filme e permaneceu nas outras produções dele. Mas gostei muito das críticas de cinema aqui do Blog. Parabéns

Rogerio Floripa disse...

Baixar o Filme - Abril Despedaçado - http://mcaf.ee/ocyjd

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...