Postagem em destaque

Blogueiro pede a sua ajuda!

Ajude este humilde blogueiro a continuar seu trabalho! Sempre militei e falei sobre cinema e outros assuntos sem ganhar absolutamente nada ...

sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Filmes: "007 - Operação Skyfall"

NÃO É O MELHOR BOND

Filme está longe de ser essa maravilha que pregaram os críticos

- por André Lux, crítico-spam

Vi muitos críticos dizendo que este “Skyfall” era o melhor James Bond de todos os tempos. Só pode ser delírio porque não chega nem perto de alguns da fase áurea de Sean Connery e é mesmo inferior ao primeiro com Daniel Craig no papel de 007, “Cassino Royale”, e até mesmo ao segundo, "Quantum of Solace", que era um filme de esquerda - afinal, James Bond impedia nada menos do que um golpe de Estado contra o presidente nacionalista da Bolívia (Evo Morales?) engendrado pela CIA em conluio com militares golpistas e o vilão que queria explorar os recursos naturais daquele país!

Deve ter contribuído para esse delírio coletivo o fato do filme ser dirigido pelo queridinho da crítica Sam Mendes, um diretor metido a besta que adora fazer filmes pretensiosos e modorrentos. Aqui pelo menos ele não atrapalha muito, já que sua direção é burocrática e não se distingue do resto dos diretores que já levaram as aventuras do agente britânico para o cinema. Sua maior contribuição ao filme foi ter trazido o compositor Thomas Newman para escrever a trilha musical que, embora seja competente, não chega a marcar e fica muito aquém das melhores compostas por John Barry para a franquia.

Não gostei nem um pouco da trama, que envolve o roubo de uma lista de agentes do serviço secreto inglês (velho clichê do gênero) que será usada por um sujeito que parece ser o maior hacker do mundo que, no final das contas, não quer nada além de vingança (outro dos clichês mais batidos do cinema) contra a chefe do MI-6 (Judi Dench). E para isso o vilão bola um daqueles planos mirabolantes que levará anos para ser realizado e que, para der certo, tem que contar com um monte de coincidências que não tinha como ele prever. E para piorar esse vilão é feito pelo espanhol Javier Barden, que é um grande ator, mas está completamente descontrolado e perdido aqui, usando inclusive um ridícula peruca loira. Por sinal, há uma insinuação homossexual entre Barden e Bond que não é explorada a contento.

Loiro bobo
O confronto final com o vilão e sua gangue é totalmente ilógico (e dá-lhe o clichê do herói solitário contra um monte de bandidos) e demonstra apenas a incompetência do 007 que falha no que seria a missão mais importante do filme - e fica tudo por isso mesmo! Há uma trama paralela que pretende questionar a efetividade dos velhos métodos de espionagem do MI-6 e de seus agentes secretos feita pelo parlamento inglês que não chega a lugar algum e serve só para arrastar o filme. Também não convence nem um pouco o novo Q que arrumaram, um moleque metido a besta que também se julga o melhor hacker do planeta e só faz besteira (como conectar o computador do vilão à rede do serviço secreto, fator essencial para que o plano dele funcionasse).

Por sinal, impressiona o nível de incompetência do pessoal do MI-6 neste filme – um deles chega inclusive a balear o 007 no começo do filme, acham que ele está morto e tudo bem (não vão nem atrás do corpo)! Mas é claro que ele não morreu e, depois de passar um tempo curtindo sua aposentadoria forçada à beira da praia, resolve voltar à ativa depois que a M sofre um atentado.

Enfim, está longe de ser essa maravilha que pregaram os críticos. Eu confesso que esperava muito mais e fiquei bastante decepcionado no final. Nem muitas cenas de ação palpitantes e mulheres bonitas, marcas registradas da franquia, o filme tem.

Cotação: * * 1/2

4 comentários:

Anônimo disse...

Esse ator que atualmente faz o 007 é o pior de todos. Sean Connery e Roger Moore ainda são imbatíveis.

Alexandre Figueiredo disse...

Embora seja um grande ator, eu também não gostei do Javier Barden como o vilão. Casino Royale é melhor.

Anônimo disse...

Também achei alguns detalhes inverossímeis:

- qual o problema da arma de James Bond, uma vez que ele não acerta nenhum tiro no ladrão do HD? O sujeito fica em pé em cima do trem, parado e sem proteção nenhuma, mas mesmo assim James Bond atira várias vezes e não acerta!

- se havia comunicação entre James Bond, a agente e o MI6, porque não pediram simplesmente que o Bond saísse da frente do vilão em cima do trem?

- Bond entra enxuto na capela onde estão Silva e M, apesar de ter caído dentro de um lago!

Depois coloco mais absurdos inadmissíveis para um filme que custou mais de 200 milhões de dólares!
Charles Chaplin Jr.

Diego disse...

Eu não gosto desse ator como 007. Olhei os 2 primeiros e enquanto este cara estiver no papel de Bond, eu não vou olhar. Ele simplesmente não me convence como 007...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...