Postagem em destaque

Blogueiro pede a sua ajuda!

Ajude este humilde blogueiro a continuar seu trabalho! Sempre militei e falei sobre cinema e outros assuntos sem ganhar absolutamente nada ...

terça-feira, 24 de setembro de 2013

Filmes: "Guerra Mundial Z"

ZUMBIS A SÉRIO
 
Filme consegue a proeza de não agradar ninguém. Quem não gosta do gênero, vai fugir. Já os fãs vão achá-lo muito leve.
 
- por André Lux, crítico-spam
 
É incrível como evoluíram os zumbis (ou mortos-vivos como eram chamados antigamente). Nos primeiros filmes em que apareceram, andavam bem devagar, com os braços esticados e gemendo. Com o passar do tempo, ficaram mais rápidos e agressivos (“Extermínio” e “The Walking Dead”), mas nada perto dos velocistas desse “Guerra Mundial Z”, certamente o mais caro filme de zumbi feito até hoje (dizem que chegou a US$ 200 milhões).
 
O filme é baseado num livro de sucesso, que dizem ser muito bom (eu não li), no qual um jornalista refaz a trajetória da guerra contra os zumbis com depoimentos de pessoas ao redor do mundo afetadas pelo conflito. Mas pelo jeito quase nada da obra original foi usada na produção, pois o protagonista, feito por Brad Pitt, é um ex-funcionário da ONU que sai pelo mundo atrás de uma possível cura para a praga que transforma todo mundo que foi mordido em zumbis.
 
E é justamente esse personagem o maior problema do filme. Nunca ficamos sabendo qual é a dele realmente (não é soldado, não é médico, não é cientista). Então, por que diabos um poderoso da ONU faria tanto esforço para resgatá-lo e, mais estranho, iria enviá-lo como líder do grupo que sai em busca de respostas? Esse grupo, por sinal, é ridículo. Quer dizer que a única esperança da humanidade recai sobre um sujeito misteriosos que trabalhava na ONU, um jovem cientista nerd e meia dúzia de soldados?  Fala sério!
 
O filme teve sérios problemas durante a produção, ao ponto de terem refilmado todo o terceiro ato que, originalmente, aconteceria na Rússia e seria recheado de perseguições. Optaram por uma solução mais simples e supostamente mais "claustrofóbica", mas sinceramente achei bem sem graça. Apenas o velho clichê de terem que andar quietinhos num lugar infestado de zumbis e que, obviamente, vão ouvir barulhos e sairão correndo atrás de todos.
 
A verdade é que, no final das contas, "Guerra Mundial Z" não vai agradar plenamente ninguém. Por mais que tentem disfarçar, não passa de um filme com zumbis, só que levado a sério, o que já vai afugentar quem não curte o gênero, principalmente as mulheres (até tentei enganar minha esposa, dizendo que era um filme sobre o "fim do mundo", mas bastou aparecerem os primeiros mortos-vivos correndo que ela falou "Ah não, filme de zumbis não!" e caiu fora).
 
Já os fãs desse gênero vão achar o filme muito leve, já que não tem efeitos sanguinolentos e repelentes que a turma adora. Até porque ele foi todo montado para conquistar uma "censura livre", portanto não tem nada de "gore" e mal se vê sangue. Além disso, tem umas coisas ridículas que poderiam ter sido evitadas, como os zumbis digitais subindo um em cima do outro, como se fossem formigas, até chegar ao topo de prédios e muros bem altos (formigas tem "cola" nas patas, então tudo bem fazerem isso, já humanos, mesmo em estado morto-vivos, não tem como). Para piorar, ainda despencam de cima dos muros e saem correndo na moral. Caramba, imagino que até um zumbi precisa estar com os ossos intactos para poder continuar correndo, não? 
 
Enfim, não chega a ser um desastre e até prende a atenção, mas nada mais que isso.
 
Cotação: * *


 

 

3 comentários:

João Maria de Melo Freire disse...

Olá, André, antes de tudo parabéns pela qualidade do blog, por ser mais um no exército da esquerda... por acaso, procurando imagens de darth vader no google images, encontrei a série "como o PIG noticiaria a Guerra nas Estrelas."

Achei muito muito foda, perfeito. Postei a primeira imagem em minha página do Facebook (Heróis da TV) e coloquei o crédito, o link do seu blog.

Gostaria de saber se as montagens foram mesmo feitas por você. Porque são de uma qualidade impressionante.

Hoje postei uma nova montagem e tomei e, como não a assinatura na montagem, tomei a liberdade de colocar uma marca dagua com o endereço da minha página. Informo e pergunto se assim está ok para você ou não.

Se a montagem for mesmo de sua autoria sempre creditarei, mas gostaria de usar a marca dagua com o endereço da minha página para que esta receba visitas, claro..rs..

Aguardo resposta.

Abraço.

André Lux disse...

Sim fui quem fiz as artes João. Pode usar como quiser. Abraços!

João Maria de Melo Freire disse...

Agradeço, André. Creditarei a arte a você. Abraço.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...